BUSCA
FALE CONOSCO
Apimec NacionalApimec Distrito FederalApimec Minas GeraisApimec NordesteApimec Rio de JaneiroApimec São PauloApimec Sul

 
Exportações crescem acima da média da região Nordeste
 
« Voltar | Imprimir | Enviar para um amigo |  RSS | Versão em PDF

As vendas do Rio Grande do Norte para o mercado internacional continuam em expansão. De janeiro a fevereiro, o valor das exportações do estado somou U$ 55,5 milhões, alta de 55,1 % em relação ao mesmo período de 2011. O bom momento do comércio exterior também continua quando feito comparativo com o Nordeste, onde o crescimento das vendas do Rio Grande do Norte ficou acima da média da região, que foi de 39,5%. No Brasil o aumento foi ainda menor, de 7,0%.

De acordo com dados da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), este foi o melhor resultado para os meses de janeiro/fevereiro desde o ano de 2008, quando a crise internacional afetou o mercado produtor local. Para o secretário do Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, a expectativa é de retomada da normalidade do crescimento das exportações e uma das principais razões deste impulso está no bom desempenho do agronegócio potiguar.

"A retomada das exportações de açúcar, da ordem de U$ 9,0 milhões, o segundo maior item da pauta externa este ano, é um indicador de expectativa de normalidade do setor sucrooalcooleiro (em todo o ano de 2011 exportamos apenas U$ 9,0 milhões enquanto em 2010 foram U$ 27,6 milhões) o que refletirá positivamente na pauta comercial do RN em 2012", analisa.

O melão continua na liderança das vendas ao mercado externo com U$ 11,0 milhões e um incremento de 28,5% em relação ao ano anterior. A castanha de caju, atualmente em terceiro no ranking estadual, também cresceu em 2012, 21,2%, com a movimentação de U$ 8,7 milhões em exportações.

Um dos melhores desempenhos da pauta, já esperado desde o ano passado, ficou por conta do pescado. Os peixes, sendo o atum principal produto da parceria do Rio Grande do Norte com o Japão, somaram U$ 3,2 milhões e responderam por um aumento de 217,7% nesse ano.

Nas importações, os principais itens originários do exterior estão divididos em equipamentos e ou materiais/produtos inexistente no estado. O acumulado foi de aproximadamente U$ 30,8 milhões, 13,3% maior do que a dos dois primeiros meses de 2011.

A expectativa é que com o Import/RN esses números sejam ampliados e as importações em 2012 atinjam um crescimento recorde - o que representará aumento na arrecadação do ICMS do estado - além do Rio Grande do Norte se transformar em um das principais portas de entrada dos produtos importados pelo mercado brasileiro.

Parceiros - Negociando seus produtos com mais de 40 países, o Rio Grande do Norte revela uma parceria comercial bastante diversificada que alcança todos os continentes.

No primeiro bimestre deste ano, os Estados Unidos permaneceram como maiores compradores dos produtos potiguares, com U$ 13,5 milhões, crescimento de 24,3% com relação ao mesmo período do ano passado. Castanha de caju, confeitaria, pescado e cera de carnaúba estão entre os principais produtos importados pelos norte-americanos.

Com um mercado produtor cada vez mais globalizado, o estado tornou-se em fevereiro, até então, o terceiro maior parceiro comercial da Mauritânia - país do norte da África - com U$ 5,4 milhões em exportações de açúcar. 


Fonte: Governo do Estado do Rio Grande do Norte

 

 
 
 
Envie para um amigo
» Nome do destinatário » E-mail do destinatário
» Seu nome » Seu E-Mail
» Comentário  
 


·· Palavra da Presidência
 
 
·· Eventos

» Próximos Eventos
 
 
·· Parceiros

 
 
·· REPRESENTAÇÕES

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
twitter
©2015 Apimec