BUSCA
FALE CONOSCO
Apimec NacionalApimec Distrito FederalApimec Minas GeraisApimec NordesteApimec Rio de JaneiroApimec São PauloApimec Sul

 
Após perdas, bolsas europeias fecham com ganhos
 
« Voltar | Imprimir | Enviar para um amigo |  RSS | Versão em PDF

Após as perdas de ontem, as principais bolsas da Europa encerraram o penúltimo pregão da semana em alta, mesmo com dados ruins na agenda. No final da sessão, o DAX, em Frankfurt, fechou com alta de 0,48% aos 6.315 pontos;  o índice CAC-40, de Paris, valorizou 1,16% aos 3.038 pontos. E em Londres, o índice FTSE 100 registrou ganhos de 1,59% aos 5.350 pontos.

Segundo Adriano Moreno, analista da Futura Investimentos, as bolsas europeias estão sofrendo ajustes e com isso respiram um pouco, após as perdas de ontem.

Na Europa os dados da agenda vieram negativos com o PMI da região sinalizando uma contração em maio mais forte do que a esperada, porém não conseguiu derrubar as praças.  Com isso, a economia do Reino Unido registrou uma contração maior que a prevista no primeiro trimestre de 2012, de acordo com a segunda estimativa do Escritório Nacional de Estatísticas (ONS) que confirma a recessão técnica. O Produto Interno Bruto (PIB) britânico caiu 0,3% entre janeiro e março, contra 0,2% anunciado mês passado, depois de ter sofrido um primeiro retrocesso de 0,3% no último trimestre de 2011.

No mesmo sentido, o índice gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) composto, que mede amplamente o setor privado combinado a dados manufatureiros e de serviços da zona do euro registrou queda no mês de abril, passando de 46,7 pontos para 45,9 pontos. As informações foram divulgadas hoje pelo instituto Markit Economics.

Indo de encontro aos indicadores anteriores, a confiança dos empresários na Alemanha em maio, divulgada hoje pelo instituto de pesquisas Ifo, registrou queda. O índice de confiança dos negócios caiu de 109,9 pontos em abril para 106,9 pontos neste mês.

Além disso, o encontro informal entre os líderes da Europa, realizado ontem, não trouxe grandes avanços.

Ainda neste ambiente, a agência de classificação Fitch Ratings considera mais provável, no caso de saída da Grécia da Eurozona, uma resposta eficaz do bloco e um efeito de contágio mínimo que um cenário mais obscuro, afirmou Douglas Renwick, diretor sênior da empresa.

Fonte: Agência IN

 
 
 
Envie para um amigo
» Nome do destinatário » E-mail do destinatário
» Seu nome » Seu E-Mail
» Comentário  
 


·· Palavra da Presidência
 
 
·· Eventos

» Próximos Eventos
 
 
·· Parceiros

 
 
·· REPRESENTAÇÕES

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
twitter
©2015 Apimec